Conectamos investidores elegíveis a projetos designados para satisfazer os requisitos do EB-5 Immigrant Investor Program. Além de levantar capital, nós ativamente estruturamos projetos para satisfazer todos os critérios que o governo americano exige para oferecer residência permanente para investidores.

EB5 Capital opera cinco Centros Regionais que abrangem dezenas de estados e 80 condados pelo país. Para uma lista completa das áreas geográficas que os nossos Centros Regionais abrangem, consulte a seção Aprovações USCIS do nosso site.

Veja a nossa página de projetos para uma lista de projetos concluídos e projetos em construção.

Até hoje, todos os nossos projetos estão localizados em TEAs, onde a quantia mínima necessária para investimento é de US$ 500.000 por investidor, em vez de US$ 1 milhão.

Os nossos investidores vêm de aproximadamente 50 países diferentes. A grande maioria é da China, Índia e Rússia. Para uma lista completa dos países de origem dos nossos investidores, veja o nosso Mapa de investidores.

Incentivamos os investidores a usarem conselho experiente independente de qualquer Centro Regional da EB5. Os investidores devem ser cautelosos com advogados associados a um Centro Regional, pois o relacionamento pode apresentar um conflito de interesse. Mediante solicitação, podemos fornecer uma lista de advogados de imigração experientes e não afiliados para os investidores contatarem.

As taxas administrativas variam com base no projeto. Essas informações serão fornecidas nos documentos de assinatura de projetos.

Sim. Forte suporte governamental ajuda a assegurar o sucesso de um projeto, e todos os nossos projetos já receberam alguma forma de apoio governamental. Por exemplo, o nosso projeto Marriott Marquis recebeu um subsídio de US$ 206 milhões da cidade de Washington, D.C., e City Market at O Street recebeu US$ 106 milhões em fundos locais e federais. O nosso projeto Marriott em San José, Califórnia, recebeu apoio completo da Cidade de San José.

Primariamente, a EB5 Capital investe em projetos imobiliários, mas podemos investir em projetos de energia, fabricação leve e infraestrutura.